fbpx
Rua Pernambuco, 1070, Belo Horizonte, Brasil
+55 31 99415 9933
atendimento@predicton.com.br

Importância do Folego Final em Pesquisas Científicas utilizando Survey

survey

FREITAS, H.; OLIVEIRA, M.; SACCOL, A. Z.; MOSCAROLA, J. O método de pesquisa survey. Revista de Administração, v.35, n.3, p.105-112, 2000.

Não é recente o uso de survey nas pesquisas científicas quantitativas ao redor do mundo. No artigo O Método de Pesquisa Survey publicado pela Revista de Administração em 2000 analisa este uso e discute temas correlatos. Os autores Henrique Freitas, Míriam Oliveira, Amarolinda Zanela Saccol e Jean Moscarola busca realizar uma análise sobre o uso do survey, possibilitando reflexões sobre os propósitos, momentos e unidades de análise de pesquisa acadêmica em que o survey é um instrumento apropriado para ser utilizado.

Em linhas gerais, os autores comentam que a pesquisa survey pode ser classificada como explanatória, exploratória ou descritiva. Quanto aos momentos, os autores mencionam que a pesquisa survey pode ser longitudinal ou corte-transversal. Foi destacado a importância da adequação dos survey em função das unidades de análise que fornecem as informações sobre o fenômeno que se está observando, podendo ser indivíduos, organizações etc.

Neste artigo, em especial, observa-se que o método de pesquisa survey, quando utilizado, precisa levar em consideração a amostra, o instrumento, validade, confiabilidade e análise dos dados. Segundo os autores, não existe amostra perfeita e isso pode afetar a subjetividade do pesquisador. O processo de amostra, por sua vez, deve ser considerado na execução de pesquisas utilizando surveys. Para os autores, na amostra probabilística os elementos da população possuem a mesma possibilidade de serem escolhidas para resultar em uma população representativa. A amostra não probabilística, os elementos da população também têm a mesma chance de serem escolhidos, tornando os resultados não generalizados. Este tipo de amostra não probabilística pode ser identificado por conveniência, mais similares ou diferentes, por quotas, bola de neve, casos críticos ou casos típicos.

Ainda em relação a amostra, os autores apontam que o aumento do tamanho da amostra diminui o erro, contudo entendo que é preciso parcimônia. Esta estratégia deve ser aplicada também o universo, nível de confiança, erro permitido e a proporção em que a característica foco da pesquisa se manifesta na população. Por sua vez, estes fatores influenciam nas conclusões. O artigo deixa claro que de forma simplificada existe uma relação entre o número de observações e a realidade alcançada: mais de 30 (valor aproximado da realidade), 100 (alinhados a realidade) e 300 (melhor alinhamento a realidade).

Talvez o instrumento de pesquisa survey mais utilizado seja o questionário, tendo a estratégia de aplicação, custo, tempo e taxa de resposta como preocupações. A forma de perguntar em um questionário, segundo os autores, deve levar em consideração o conhecimento, atitudes e comportamentos. Em relação a concepção e função do questionário, eles podem ser em formato de sistema ou lista. Ao elaborar um questionário os autores reafirmam o que já havia sido comprovado por outros pesquisadores, a necessidade de atenção para alternativas exaustivas, questões relacionadas ao problema, não constrangimento dos respondentes, questões redigidas de forma clara, conter uma única ideia, número de perguntas limitado, sequência das perguntas, indução, apresentação, cabeçalho e instruções de preenchimento, entre outras. Após ter um instrumento, os autores afirmam que é possível utilizar juízes (especialistas na área) para julgar a pertinência, clareza e completeza.

Outro tema central abordado pelos autores e a validade e confiabilidade. “Para que uma medida tenha validade, ela necessita de confiabilidade; contudo, uma medida confiável poderá ou não ser validade”. A validade refere-se a quanto o processo de medição está isento de erros amostrais e não amostrais, a confiabilidade mede apenas a isenção de erros amostrais.  A medição da confiabilidade por ser por meio da medida de estabilidade, método de formas alternativas ou método de metades partidas, coeficiente de Cronbach e coeficiente KR-20. De acordo com os autores, validade interna refere-se às condições de aplicação do instrumento e validade externa às condições de generalização, ou seja, à representatividade da amostra e à correspondência entre os respondentes e a unidade de análise.

A análise dos resultados da pesquisa em função dos dados deve levar em consideração o tempo que o pesquisador passa avaliando e entendo os significados que eles representam. Apesar de não ser trivial, é possível ter bons resultados ao utilizar métodos qualitativos ou mistos, desde que sejam bem planejadas as etapas de cada um. Este sempre foi e é um tema de discussão pelos acadêmicos, mas o tempo gasto com a análise dos dados é consenso que melhora os resultados obtidos e as conclusões. A análise dos dados depende do tipo de variável utilizada, podendo ser nominal, ordinal, intervalar ou de razão. O fato é que apesar da falta de folego, o tempo dos pesquisadores gastos com a análise dos resultados deve ser o maior possível.

Existem diversas formas de obter excelência em uma pesquisa com o método survey. Os pesquisadores não podem relaxar no momento da análise dos resultados e confecção das conclusões. A disciplina de Metodologia Cientifica é ampla e diversa, no caso do survey a escolha desse método deve ter em consideração os propósitos, momentos e unidades de análise da pesquisa. Optar por uma triangulação entre pesquisa qualitativa e quantitativa pode ser uma boa estratégia complementar. O tempo escasso que o ambiente de trabalho contemporâneo oferece não pode ser uma desculpa. É necessário dedicação e foco no momento de analisar os resultados e escrever as conclusões da sua pesquisa survey. Pesquisa futuras podem comparar esse artigo focado em survey com outros métodos da disciplina Metodologia Cientifica.

Autor da resenha: Prof. Dr. Eder Junior Alves.

Data: 09/09/2021

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.